Notícias

Novidades na área da comunicação e tecnologia

Jurista defende criação de leis para coibir crimes na Internet

06/08/2013

Fórum, Luanda - O jurista Anastácio Maurício Dias defendeu hoje (terça-feira), em Luanda, a criação (...)
Fórum, Luanda - O Anastácio Maurício Dias defendeu hoje (terça-feira), em Luanda, a criação de leis específicas para punir praticados com recurso a suportes informáticos no país, sobretudo na Internet. Em declarações à Angop, Anastácio Dias frisou que para combater os actos delituoso na Internet é fundamental o apoio das autoridades de direito. "Enquanto não haver leis sobre a matéria os virtuais vão continuar a transcender as normas éticas, uma vez que prejudicam a sociedade em geral, desde os bancos até às pessoas físicas que usam o computador da sua casa", desabafou. Entende-se por crime virtual, de acordo com ele, qualquer acção em que o computador seja o instrumento ou objecto do delito, ou então, qualquer delito ligado ao tratamento automático de dados. Explicou ser importante a sociedade consciencializar-se que, apesar disso, a internet é um imprescindível meio de comunicação. O referiu que os profissionais da área de computação podem ajudar a prevenir esses crimes, recusando a criação ou alteração de programa que possa vir a causar danos a terceiros. Segundo ele, as pessoas que possuem menos conhecimentos a não abrir e-mails desconhecidos, fornecer o e-mail próprio, utilizar teclados virtuais, informar logins e senhas apenas nos sites directamente acessados, nunca em site clicado a partir de um link. Para ele, uma pessoa que tem por princípio pessoal “tirar vantagem” dos outros, irá fazer isto com os amigos, os colegas de trabalho ou até mesmo com seus familiares e só com a correcta compreensão dos prejuízos causados para os outros é que este indivíduo conseguirá modificar os seus valores e a sua conduta.
criaçãoluandajuristacrimes

Necessita de um software para automatização da gestão de redes sociais?

Recomendamos SocialPilot